» » Cerca de 300 venezuelanos são tirados de praça cercada e levados a abrigo temporário


Boa Vista ,RR- Cerca de 300 venezuelanos que estavam acampados na Praça Capitão Clóvis, no Centro de Boa Vista, são levados a um abrigo temporário no bairro Mecejana, zona Oeste da cidade, nesta terça-feira (24).
A retirada ocorre 20 dias depois da praça ter sido cercada com tapumes pela Prefeitura de Boa Vista sob a justificativa de o local será reformado.
A remoção começou por volta das 5h30 e deve se estender ao longo do dia. O trabalho é feito por homens do exército ligados à Força Tarefa Logística Humanitária, Alto Comissariado da ONU para Refugiados, aeronáutica e Prefeitura de Boa Vista.
De início, os imigrantes receberam café da manhã e começaram a ser levados em ônibus fretados. Antes de embarcarem, eles tiveram as bagagens revistadas e etiquetadas.
Segundo o coronel Fontes, assessor da Força Tarefa, o abrigo temporário Latife Salomão, tem 500 vagas. O local, que é de propriedade do governo do estado, estava cedido ao Tribunal de Justiça de Roraima, e foi preparado durante três dias para receber os venezuelanos.
No abrigo temporário, os imigrantes terão a documentação verificada, serão cadastrados e vacinados para então seguirem para o abrigo definitivo Nova Canaã, que deve ser aberto nos próximos dias.
Pegos de surpresa', dizem imigrantes
Apesar de não haver registro de tumulto, imigrantes que estavam na Capitão Clóvis disseram ter sido pegos de surpresa com a remoção.
"Acordamos com os homens do exército aqui dentro. Foi assustador, porque de início não entendemos o que estava acontecendo. Depois, nos acalmamos. Nos disseram que poderíamos ir para o abrigo, ou então para outro lugar, mas que na praça não se pode mais ficar", disse uma venezuelana de 44 anos que pediu para não ter o nome divulgado.Ela disse que, apesar do susto, acha melhor ir para o abrigo em razão da chegada do período chuvoso na capital, que causa alagamentos no local. "Estávamos sofrendo com as chuvas que caíram nos últimos dias".
A venezuelana Leomaris Moreno, de 20 anos, estava vivendo na praça há 3 meses com o filho de colo. "É melhor ir para o abrigo, porque cada dia tem chovido mais".Desde o final de 2015, o estado recebe um número crescente de imigrantes que fogem da crise política e humanitária vivida no regime de Nicolás Maduro.
Atualmente, a ONU estima que 800 imigrantes estão cruzando por dia a fronteira do Brasil, em Pacaraima, fugindo da crise humanitária e política vivida no regime de Nicolás Maduro. Segundo a prefeitura, 40 mil estão vivendo só na capital. Os cinco abrigos da capital estão cheios e têm cerca de 2,2 mil moradores.

Fonte: Emily Costa, G1 RR

Rádio Interativa

Só o Melhor da Musica Brasileira e Intenacional, 24 Horas no AR !!! A Rádio Interativa é uma emissora na Internet com 2 Anos no ar, localizada na cidade de Guajará-Mirim,Ro. sempre levando aos seus ouvintes uma programação. e atendendo a todos os gostos, com mensagens e pensamentos positivos para o seu dia a dia e programas prestadores de serviços, lazer, diversão e cultura. Nossa equipe é formada por voluntários que não medem esforços para levar até você uma programação diversificada, contagiante e fazer uma comunicação a serviço da vida.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta