» » GUAJARÁ-MIRIM, UMA CIDADE SEM PREFEITO


A interdição do Mercado Público pelo Corpo de Bombeiros que ocorreu no início da semana ilustra de forma aberta o lamaçal em que a cidade se atolou após o ingresso desta esculhambação gerencial que hoje coordena a coisa pública. Uma vez lacrado o espaço, dezenas de comerciantes que dependem do local para venderem seus produtos e assim darem sustento de forma digna para suas famílias encontram-se hoje na rua da amargura. Por conta da falta de preparo para o cargo e de domínio acerca do ofício ao qual ensejou fazer carreira, o prefeito Cícero Alves conseguiu se superar como político medíocre.
Mas pera aí! Não era este prefeito que andava falando nas rádios que a cidade nunca esteve tão organizada, tão limpinha, tão arrumada? Não era este cidadão que andava falando que nunca nenhum prefeito conseguiu implantar em Guajará-Mirim um modelo de gestão pública que se igualasse ao “supra-sumo” de seu governo? Então existe alguma coisa errada na história de fato ou na fábula do discurso.
Em tom de revolta, Dona Dinorah Sanches, 48 anos, que trabalha com vendas de pães, salgados e comidas, não fez poupanças em suas críticas ao prefeito e sua péssima administração. “Famílias inteiras estão no prejuízo. Daqui é que elas tiravam o básico para suas sobrevidas. O prefeito já tinha sido avisado sobre o problema do mercado. Acreditou que era o dono da situação e que nada pudesse ocorrer. Olha o resultado. Estamos entregues ao deus-dará”.
A tristeza e a desolação pairavam no ambiente. Enquanto balanças, freezers, fogões, geladeiras, utensílios (panelas, pratarias, talheres), armários, mesas, cadeiras e mercadorias eram expostas na via pública em forma de despejo, um bêbado, pé-inchado freqüente do logradouro, rogava pragas: “Este prefeito foi a pior desgraça que já apareceu em Guajará-Mirim. Te esconjuro coisa ruim!”.

Já está claro e evidente para todo mundo que este prefeito não entende nada de gestão pública. Não passa de um burocrata embrulhão que sempre ocupou seu tempo com bla-bla-blás em órgãos ditos idôneos como Associação Comercial, Sebrae, Fecomércio e outros com um único objetivo: fazer dinheiro. Por nada conhecer a respeito de problemas na administração pública, é lógico que não sabe como resolvê-los. Tecnicamente sem preparo, nada em seu currículo o credencia a criar políticas públicas que otimizem a situação de Guajará-Mirim ou ao menos procurem resgatar o dínamo propulsor do progresso.

As pessoas que votaram neste prefeito hoje se sentem otárias por acreditar num cidadão que prometeu fazer a diferença. Ora! Quando se trata de poder e dinheiro, logo a amnésia se instala e os fariseus se esquecem fácil de tudo aquilo que se prometeu à época dos palanques.

Agora um recado para os ignorantes que apostaram suas fichas na eleição deste prefeito: vocês não podem reclamar de nada. Também são culpados. Portanto, que agüentem calados o resultado de suas burrices. Enquanto existir cavalos, São Jorge jamais andará a pé.

Já me falaram para escrever apenas sobre pessoas que valem a pena e parar de maldizer o maldito. Mas adoro opinar sobre os atos públicos deste cidadão. Primeiro para lembrar que estes absurdos existem. E segundo porque nas piores horas da minha vida, me conforma ficar sabendo que existem pessoas piores do que eu.

Por: Fabio Marques

Rádio Interativa

Só o Melhor da Musica Brasileira e Intenacional, 24 Horas no AR !!! A Rádio Interativa é uma emissora na Internet com 2 Anos no ar, localizada na cidade de Guajará-Mirim,Ro. sempre levando aos seus ouvintes uma programação. e atendendo a todos os gostos, com mensagens e pensamentos positivos para o seu dia a dia e programas prestadores de serviços, lazer, diversão e cultura. Nossa equipe é formada por voluntários que não medem esforços para levar até você uma programação diversificada, contagiante e fazer uma comunicação a serviço da vida.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta