O presidente da Câmara Municipal de Guajará-Mirim, advogado Sérgio Bouez (PSB), ao utilizar-se dos microfones na sessão plenária de segunda-feira (25), aproveitou o espaço na tribuna para fazer um breve relato acerca do ofício da vereança e das atribuições do vereador como agente público no segmento social.
Ao iniciar sua fala, o vereador disse estar sabendo através das redes sociais de conversas que dão conta de que alguns de seus pares estariam tentando fazer poderio de influência com o objetivo de politizar a escolha de cargos do primeiro escalão no Palácio Pérola. De acordo com o tom de seu discurso, tais rumores o preocupam sobremaneira. Mas sereno e tranqüilo, o presidente do Legislativo Municipal disse esperar que tais boatos sejam infundados.
Na ocasião, Sérgio Bouez colocou em realce: “Os mandos e desmandos da prefeitura são de responsabilidade exclusiva do prefeito e, portanto, vereador não tem que se imiscuir na nomeação dos cargos da prefeitura”. O presidente da Casa de Leis ainda pontuou: “Ao vereador não cabe indicar cargos ao prefeito. Não é esta sua atribuição. O ofício por excelência do vereador é fiscalizar e legislar”.
Muito à vontade para discursar sobre direitos, deveres e obrigações do Poder Legislativo Municipal, o presidente da Câmara foi sincero em suas palavras, franco e aberto com seus pares e seguro em seus argumentos. É pela sua postura voltada para um trabalho austero em prol do bem estar geral dos cidadãos com amparo no que manda a Constituição, que o advogado Sérgio Bouez mantém uma imagem à altura do cargo público que hoje ocupa na cidade.