Danilo Feliciano de Moraes, filho mais velho do ex-lateral-direito Cafu, morreu na noite desta quarta-feira 4, aos 30 anos, vítima de um infarto. Ele jogava futebol na casa da família, em Alphaville, bairro de Barueri, na Grande São Paulo, quando se sentiu mal.
Danilo chegou a ser encaminhado para um hospital da região, mas sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. A informação foi confirmada a VEJA pelo ex-meia-atacante Paulo Sérgio, companheiro de Cafu na conquista do tetracampeonato da seleção brasileira em 1994 e amigo da família.
Ao longo da madrugada desta quinta-feira, São Paulo e Palmeiras, clubes pelos quais Cafu conquistou importantes títulos anos na década de 1990, postaram em suas redes sociais mensagens de solidariedade.
O São Paulo Futebol Clube lamenta profundamente o falecimento de Danilo, filho do @officialcafu. O clube se solidariza e deseja muita força aos familiares e amigos do ídolo tricolor.
757 pessoas estão falando sobre isso
A Sociedade Esportiva Palmeiras lamenta o falecimento de Danilo, filho de @officialcafu, e manifesta as condolências ao pentacampeão mundial e sua família.
501 pessoas estão falando sobre isso
O ex-lateral-direito também teve passagem pelo Juventude no Brasil, além de ter atuado no futebol espanhol (pelo Zaragoza) e na Itália (por Roma e Milan).
Pela seleção brasileira, venceu duas Copas do Mundo (1994 e 2002 – a segunda como capitão) e, ao também jogar a final do Mundial de 1998, se tornou o único atleta da história que esteve em campo em três finais do torneio.  Detém diversos recordes com a camisa “canarinho”, incluindo o de mais partidas disputadas, com 142 jogos.