A pastora estava ministrando culto na igreja que fica em sua própria residência, quando as duas mulheres na companhia de um homem interromperam a vítima


Uma pastora de 52 anos foi agredida por duas mulheres durante um culto evangélico realizado na noite de sextafeira (13) no bairro Igarapé, região Leste de Porto Velho (RO). 

Segundo a ocorrência policial, a pastora estava ministrando culto na igreja que fica em sua própria residência, quando as duas mulheres na companhia de um homem interromperam a vítima. Uma das mulheres de imediato aplicou um forte tapa no rosto da pastora e a outra desferiu arranhões e empurrões. 

O espancamento só não foi pior porque o filho da vítima impediu. Depois das agressões, as suspeitas fugiram dizendo que iam voltar armadas para matar o filho da pastora que interveio nas agressões contra a mãe. 

A Polícia Militar foi acionada, mas as suspeitas não foram localizadas. A pastora informou que o motivo das agressões seria por causa de uma desavença das mulheres com um dos membros da congregação.