Descaso, abandono e falta de compromisso, tudo isso é o que tem marcado a vida dos moradores do distrito de surpresa. Nunca em uma administração se viu tamanha falta de respeito com aquela população.

Mas o que será que impede que os representantes do povo exerçam de fato aquilo para o qual foram eleitos?  porque ninguém faz nada a respeito?

Com um salário de 940 reais é que o administrador "Walter Cardoso" daquela localidade sobrevive, tirando de onde não tem e contando apenas com apoio de algumas pessoas é que ele tem segurado as pontas como se diz no dito popular.

Isso mesmo "940" reais, esse é o salário de administrador do distrito de surpresa. Porém basta acessar o portal da transparência do município de guajará Mirim para percebermos o tamanho da desproporção pois consta lá que existe uma tal lei municipal que obriga ser pago gratificação de produtividade de até seis mil reais para alguns funcionários ligados ao alto escalão.

Em um desabafo emocionado o senhor Walter Cardoso relatou a equipe da rádio como tem sido difícil exercer tal função diante de tantos descasos:


"Sou Valter Cardoso, Administrador do Distrito de Surpresa, a mais de um ano e quatro meses nos estamos sem Ambulancha Aquática, e a mais de seis anos sem a terrestre, nesse tempo sem Ambulancha, eu fico dando meus jeitos de transportar os Pacientes de Emergência até Guajara Mirim, para isso acontecer eu conto com o apoio das Parcerias e Amizade que conquistei com meus trabalhos, o Combustível era emprestado na nossa Comunidade para quando a Secretaria de Saúde devolvesse nós também devolveriamos aos proprietários o qual nós emprestamos, mas por fim o Secretário não dá mais importância para o caso como também até no momento não indicou um Diretor de Posto me deixando sobrecarregado de várias funções e com um salário de 940 reais onde muitos outros cargos atuais dentro da Prefeitura ultrapassa de 2.500 reais o salário para não fazer nada, no entanto  eles falam que não tem combustível tanto para dar assistência na saúde como na infraestrutura do Distrito dando apoio a várias famílias que vivem da agricultura familiar, Coleta de lixo, Limpeza da Cidade...etc...

se não tenho esse apoio da Prefeitura decidi paralizar as ações que venho fazendo.porém conto muito mais com as Parcerias e ajuda da Comunidade e os indígenas do que com a Própria Prefeitura. 

Com Apoio do Distrito de Surpresa e toda área indígena, a decisão foi paralizar e deixar ao poder público que tome uma atitude em relação aos descasos para a melhoria e desenvolvimento do Distrito!"

Walter Cardoso ainda relata que a lei da eleição a qual ele foi eleito já foi aprovada pela Câmara de vereadores porém foi engavetada pela prefeitura, a mesma lei garantiria uma verba anual de cinquenta a  setenta mil reais por ano para o distrito de surpresa, bem como igualaria o salário de administrador ao de um secretário, o que seria mais justo.

Tempos difíceis são esses que surpresa vem amargando duramente, são várias famílias que estão ali naquela localidade esquecidas e abandonadas pelo poder publico.




Fonte: Hangouts News / Autor: Rondinelli Correia