Nota em defesa de Bolsonaro foi reforçada por aliados

General Heleno agradeceu apoio após divulgação de nota Foto: Reprodução

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, agradeceu, neste domingo (24), o apoio que tem recebido após a divulgação da nota em que critica a possibilidade de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro.

No Twitter, Heleno negou que tenha falado intimidado autoridades e disse que a esquerda tem “síndrome de golpe”.

– Agradeço, emocionado, o apoio dos queridos amigos da Turma Marechal Castello Branco-AMAN-1971. A esquerda radical tem síndrome de golpe, elucubra e lê mal. Não citei nomes, nem Forças Armadas e muito menos o art 142. Falei de segurança institucional, que interessa aos brasileiros de bem – escreveu.

A oposição acusou Augusto Heleno de “sugerir um golpe” após a divulgação de nota oficial em que afirma que a apreensão do celular de Jair Bolsonaro seria uma “afronta” ao chefe do executivo. No mesmo comunicado, Heleno diz que isto poderia resultar em “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem