Durante a noite de sexta-feira (01), Policiais Militares foram acionados pela Central de Operações, até a área da Comara, RAMAL Azeitona, para atender uma ocorrência de lesão corporal.

Quando os policiais militares chegaram ao local, encontraram Jeferson Anderson Canoé dos Santos que comemorava seu aniversário de 33 anos. Ele estava sentado na frente de uma casa, com sangramento em várias partes do corpo, e familiares em desespero.

A unidade resgate do Corpo de Bombeiros foi acionada e rapidamente prestou os primeiros socorros ao rapaz, que com vida, ainda informou aos policiais que várias pessoas estavam bebendo e comemorando o dia de seu aniversário.

Ele ainda relatou que entre os que estavam bebendo tinha um rapaz por nome Alex Lima conhecido da família, que estava acompanhado de sua mulher, e em dado momento esse Alex que começou uma brigar com sua amasia, querendo agredi-la, e Jeferson tentou separar a briga, afastando Alex e dizendo que o momento era de festa e não de briga.

Consta em ocorrência policial que nesse momento Alex correu para dentro da residência se apossou de uma faca de cozinha e desferiu várias facadas em Jeferson, que sofreu ferimentos na região da cabeça, teve corte profundo na bochecha lado direito, corte profundo na nuca, e outros cortes no ombro esquerdo, e nos dedos da mão esquerda.

Em seguida Alex fugiu tomando rumo ignorado, várias buscas foram feitas ontem à noite na área da Comara, mais o rapaz não foi localizado, Jeferson foi levado ao hospital mais não resistiu aos ferimentos e faleceu durante a madrugada.

A equipe de investigadores desta Primeira Delegacia de Polícia Civil começou a apurar o caso no inicio da manhã de sábado (02) e duas pessoas que estavam no local do crime foram intimadas, um deles é primo de Jeferson.

Durante as investigações o casal intimado disse à polícia que eles organizaram uma festa em sua residência para comemorar o aniversário de Jeferson, e que durante a festa houve um desentendimento entre Alex Lima e a mulher por causa do auxilio emergencial pago pelo governo brasileiro.

A briga gerou agressões e Alex tentou contra a vida da mulher, mas foi impedido por Jefferson, logo que os ânimos foram acalmados, Jéferson teria buscando um local para sentar, pois estaria em visível estado de embriaguez e nesse momento Alex aproveitou o descuido de Jéferson, e usando uma faca “pelas costas” golpeou violentamente Jéferson sem que este tivesse condições mínimas de defesa, foram ao menos 17 facadas.

O casal que prestou depoimento na delegacia, ainda afirmou que tentaram segurar Alex até a chegada da polícia, porém, a mulher teria puxado ele pelo braço e ele conseguiu fugir, e supostamente teria pegado uma carona em um carro preto que passou pelo local.

As investigações continuam sendo realizadas por uma equipe de policiais da Delegacia Regional de Polícia Civil, que foram designados para apurar o caso.

Fonte: Agora Guajará

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem