Ministra afirmou que medidas tomadas pela Suprema Corte atacam direitos como liberdade de expressão e opinião

Ministra Damares Alves Foto: PR/Isac Nóbrega

Em publicação nas redes sociais no fim da noite de quarta-feira (28), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, protestou contra as ações recentes do Supremo Tribunal Federal (STF) determinadas no âmbito do inquérito da Corte que investiga a produção de notícias falsas e ofensas ao Supremo.

Na breve declaração, a ministra afirmou que as ações recentes do STF podem colocar em risco o direito à liberdade de expressão e opinião, garantidos pela Constituição.

– Registro minha contrariedade com as recentes medidas protagonizadas pelo STF que podem colocar em risco a liberdade de expressão e de opinião, garantidas pela Constituição Federal e previstas na Declaração Universal do Direitos Humanos – escreveu.

OPERAÇÃO

Na manhã de quarta-feira (27), agentes da Polícia Federal cumpriram 29 mandados de busca e apreensão em cinco estados e no Distrito Federal. Na ação, os principais alvos foram aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, como o empresário Luciano Hang e o jornalista Allan dos Santos, do portal Terça Livre.

Membros do governo federal e o próprio presidente Jair Bolsonaro se posicionaram contra as ações, determinadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF. Segundo Bolsonaro, a medida é um “sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia”.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem