Emissora vê necessidade de cortes em razão da queda de receitas publicitárias

Rede Globo deve fazer diversas demissões em junho Foto: Reprodução

Com a pandemia fazendo com que diversos setores tenham que demitir seus funcionários para cortar gastos, a Globo não deve escapar do padrão após ver suas receitas publicitárias serem reduzidas.

O projeto Uma Só Globo, que tem promovido uma série de demissões para unificar as empresas do grupo, deve continuar a ser o motivador de novos cortes já neste mês, como afirma o próprio CFO (Chief Financial Officer, ou diretor financeiro em português) da Globo, Manuel Belmar.

– O pós-Covid-19 traz a necessidade de aceleração das mudanças. A economia parou, o mundo parou, não só a Globo. Optamos por não fazer nada [demissões] em abril e maio, no início da pandemia. Haverá corte de pessoas, haverá corte de estrutura, e a gente vai ter desligamentos em junho, sim – confirma Belmar.

Belmar não confirma um percentual exato de demissões dentro do Grupo Globo, mas afirma que setores poderão ter demissões em até 20% dos colaboradores. O executivo diz que o momento não tem precedentes.

– Não existe um número [de demissões], estamos vivendo um nível de incerteza sem precedentes. Existe uma diretriz: precisamos revisar todos os modelos que nos trouxeram até aqui para tornar a empresa mais leve, mais eficiente – explica.

Por fim, Manuel completa dizendo que entre os cortes ainda devem entrar os contratos de transmissão de eventos futebolísticos e até do carnaval.

– Estamos analisando tudo, a revisão é total. Precisamos reduzir custos – finaliza.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem