Prisão aconteceu no âmbito do inquérito sobre as manifestações contra o Supremo

Jornalista Oswaldo Eustáquio foi preso na manhã desta sexta Foto: Reprodução

O jornalista Oswaldo Eustáquio foi preso nesta sexta-feira (26), pela Polícia Federal, na cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. O mandado de prisão foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no inquérito que apura os protestos contra o STF.

Eustáquio já tinha sido alvo de uma ordem de busca e apreensão há duas semanas. Durante a investigação, a Procuradoria-Geral da República argumentou ao Supremo que ele defendeu uma “ruptura institucional de maneira oblíqua”. Ele é sócio da Target Journal Comunicação.

Oswaldo que é conservador e apoiador do presidente Jair Bolsonaro, atua no núcleo investigativo do jornal Agora Paraná. No dia 19 deste mês, o jornalista já havia denunciado que estava sendo procurado após a prisão da ativista Sara Winter.

– O STF está utilizando mecanismos legais para cometer crimes em nome do Estado. Invadiram a casa e tomaram os aparelhos eletrônicos de toda base de jornalismo conservador do Brasil com o objetivo de calar nossa voz. Prenderam de forma arbitrária Sara Winter e estão na minha caça – escreveu.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem