Segundo a Secretaria de Comunicação, charge compartilhada pelo jornalista pode ser vista como falsa imputação de crime

Charge compartilhada por Noblat liga Bolsonaro ao nazismo Foto: Reprodução

A Secretaria Especial de Comunicação Social do governo federal (Secom), denunciou nesta segunda-feira (15) uma publicação ofensiva ao presidente Jair Bolsonaro feita pelo jornalista Ricardo Noblat em suas redes sociais.

Pelo Twitter, Noblat compartilhou uma charge de Renato Aroeira que mostra Bolsonaro pintando a suástica nazista junto aos dizeres “crime continuado” e “bora invadir outro?”.

Secom respondeu na publicação de Ricardo Noblat Foto: Reprodução

A Secom então respondeu a publicação lembrando que a falsa imputação de crime também é crime. A secretaria ainda afirmou que os dois responderão pelo fato.

– Falsa imputação de crime é crime. O senhor Ricardo Noblat e o chargista estão imputando ao Presidente da República o gravíssimo crime de nazismo; a não ser que provem sua acusação, o que é impossível, incorrem em falsa imputação de crime e responderão por esse crime – declarou a Secom no Twitter.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem