Grupo defende uso da violência em manifestações contra rivais

Nos últimos dias você deve ter ouvido falar bastante da quadrilha intitulada Antifa. O motivo é o fato de que o grupo que representa a aliança de movimentos de esquerda, teria sido, segundo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o responsável pelos atos violentos contra o país norte-americano após a morte de George Floyd.

Depois de Trump escrever no Twitter que passaria a classificar os grupos como organização terrorista, o presidente Jair Bolsonaro concordou com a afirmação e compartilhou a fala em suas redes sociais.

Vale lembrar que alguns braços brasileiros do Antifa, ligados a torcidas organizadas e movimentos sociais, participaram de atos que resultaram em agressões e conflitos contra apoiadores de Bolsonaro no último domingo (31).

Após os últimos fatos, mesmo com o comportamento violento demonstrado pelo movimento esquerdista, diversas pessoas passaram a usar versões do chamado círculo antifascista, que contém bandeiras de cor preta e vermelha, em suas redes sociais, sem, provavelmente, conhecer o significado original.

Pensando nisso, fizemos uma pesquisa sobre o tema e temos o significado dos símbolos e as principais posições políticas levantadas pelo movimento.

QUAL O SIGNIFICADO DO CHAMADO CÍRCULO ANTIFASCISTA?

Desenho mostra significado do símbolo Antifa Foto: Lucas Gehre

Segundo o historiador Mark Bray, que escreveu o livro Antifa: The Antifascist Handbook (Antifa: O Manual Antifascista, em português), o logotipo usado atualmente possui duas bandeiras, uma preta e uma vermelha, dentro de um círculo. A bandeira preta representando o anarquismo e a vermelha o comunismo e socialismo.

Outro detalhe a ser considerado no símbolo é que as bandeiras fluem da direita para a esquerda, fato que apesar de não ter seu motivo explicado oficialmente, é fora do comum no que diz respeito à bandeiras, que geralmente são representadas tremulando da esquerda para a direita, o que pode representar um rompimento com a ordem estabelecida.

QUAL O COMPORTAMENTO DOS MOVIMENTOS ANTIFA E O QUE ELES REPRESENTAM?

Os movimentos antifascismo iniciaram na década de 30, na Alemanha, com o primeiro grupo se intitulando de Antifaschistische Aktion, iniciativa do Partido Comunista Alemão com o objetivo mais amplo de formar uma aliança entre as “esquerdas”.

Após falhar em derrubar o nazismo antes da Segunda Guerra Mundial, no pós-guerra o grupo começou a ressurgir os galpões de fábricas e conjuntos habitacionais.

Porém, a existência moderna do antifascismo data aproximadamente da década de 80. Desde então, esses grupos usam de táticas violentas em seus atos. Confrontos contra a polícia e destruição de edifícios privados são práticas frequentes do movimento.

Os próprios grupos defendem o recurso à violência como meio necessário no confronto contra forças que classificam como fascistas, autoritárias, racistas, xenófobas ou homofóbicas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem