O líder chavista da Venezuela, Nicolás Maduro (Spencer Platt / Getty Images)
Por Sabrina Martín

As autoridades dos Estados Unidos confiscaram um carregamento de 81 veículos destinados à Venezuela, como parte de uma operação contra o contrabando automotivo internacional. Os carros estavam sendo exportados fraudulentamente, violando as leis comerciais.

O portal de notícias CiberCuba revelou na terça-feira, 7 de julho, que havia veículos para o uso da polícia do regime Nicolás Maduro e carros de luxo. O valor da remessa é estimado em US$ 3,2 milhões.

Segundo as investigações, para violar as sanções, o regime utilizou intermediários especializados em transações ilegais.

“Esta operação foi um duro golpe para as exportações fraudulentas para a Venezuela e para o contrabando de carros em benefício do regime Nicolás Maduro”, disse o funcionário.

O grupo de veículos estava equipado com luzes, sirenes e outros dispositivos especiais que seriam enviados à Polícia Nacional Bolivariana Chavista (PNB), caracterizada por violar os direitos humanos dos venezuelanos, bem como de outros órgãos de segurança do Estado.

A CyberCuba explica que a operação foi realizada em 16 de junho com a participação de investigadores do Grupo DHS sobre Ativos Ilícitos e Corrupção Estrangeira em Miami e agentes do Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP).

A operação faz parte da luta que o governo de Donald Trump mantém contra o regime Nicolás Maduro, que inclui desde o confisco de bens a pessoas ligadas ao Chavismo, a investigação antinarcóticos e a captura de criminosos venezuelanos, bem como a barreira contra o comércio internacional .

Para pressionar a queda da tirania na Venezuela, o governo dos EUA sancionou recentemente companhias de navegação que facilitaram a comercialização de petróleo bruto e a importação de gasolina para o regime de Maduro.

Da mesma forma, a Justiça dos EUA ordenou o bloqueio de todos os ativos de aliados e intermediários do Chavismo naquele país.

Este artigo foi publicado originalmente no PanAm Post.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem