De acordo com ministro Ricardo Salles, serão destinados R$ 500 milhões para promover a conservação do meio ambiente

Floresta Amazônica 

Nesta sexta-feira (3), o Ministério do Meio Ambiente anunciou a criação do Programa Floresta+, com o objetivo de valorizar aqueles que cuidam e preservam as florestas nativas do Brasil. A iniciativa prevê medidas de combate ao desmatamento e inclui ainda o repasse de recursos financeiros.

De acordo com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o governo irá pagar “pelas boas práticas”. Durante uma reunião virtual, ele falou sobre o programa.

– Esse é o maior programa de pagamento por serviços ambientais no mundo, na atualidade. Os R$ 500 milhões recebidos do Fundo Verde do Clima vão remunerar quem preserva. Vamos pagar pelas boas práticas e reconhecer o mérito de quem cuida adequadamente do meio ambiente – ressaltou.

O Floresta+ irá incentivar a “retribuição monetária e não monetária” por atividades de melhoria, conservação e proteção da vegetação nativa. Também pretender “estimular ações de prevenção de desmatamento, degradação e incêndios florestais por meio de incentivos financeiros privados”.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem