YahNé Ndgo disse que "não quer ver polícia na comunidade" dentro do intervalo de meia década

Ativista de esquerda pediu extinção da polícia na Filadélfia 

Uma das lideranças do movimento esquerdista Black Lives Matter no estado da Filadélfia, leste dos Estados Unidos, pediu a “abolição completa” do departamento de polícia local dentro de um intervalo de cinco anos, além da demolição de bases militares no exterior. A declaração foi dada pela ativista YahNé Ndgo em conversa com a Fox News.

– Uma das coisas que exigimos ao longo de cinco anos é a abolição completa. Não queremos ver nenhuma polícia em nossa comunidade. Ao longo desses cinco anos, dá tempo para a comunidade começar a construir o que é necessário. Não queremos deixar nenhum tipo de vaga em torno da questão da segurança – disse.

A ativista ainda alegou que a polícia fez pouca coisa para tornar as comunidades locais mais seguras e disse que a autoridade “não é um recurso para impedir que o crime aconteça”. A sugestão, segundo ela, é cuidar da saúde dos usuários de drogas, já que a maioria dos crimes estaria relacionada ao uso de entorpecentes.

– Muitas vezes, se houver violência acontecendo, quando a polícia chegar, isso já ocorreu e particularmente em bairros pobres e em comunidades negras e pardas. Portanto, a polícia não é realmente um recurso para impedir que esse tipo de crime aconteça. Apenas uma resposta – relatou.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem