Ministro do STF criticou atuação das Forças Armadas no combate ao coronavírus

Fernando Azevedo disse que acusações de Gilmar Mendes são levianas 

As críticas feitas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ao general Eduardo Pazuello como interino do Ministério da Saúde e à atuação das Forças Armadas na pandemia do novo coronavírus indignaram o ministro da Defesa, o general Fernando Azevedo. Ele avalia tomar medidas em relação a Gilmar juntamente com os comandantes das Forças Armadas e à Advocacia-Geral da União.

Azevedo considerou como levianas tais acusações feitas pelo ministro do STF e não descarta de o governo acionar a própria Justiça para cobrar uma retratação de Gilmar. Pelo Twitter, o ministro do Supremo tentou amenizar a situação dizendo ter “absoluto respeito e admiração pelas Forças Armadas Brasileiras e a sua fidelidade aos princípios democráticos da Carta de 88”.

– Não me furto, porém, a criticar a opção de ocupar o Ministério da Saúde predominantemente com militares. A política pública de saúde deve ser pensada e planejada por especialistas, dentro dos marcos constitucionais. Que isso seja revisto, para o bem das FAS e da saúde do Brasil – declarou Mendes.No sábado (11), o Ministério da Defesa já havia emitido uma nota repudiando as declarações do magistrado. O comunicado destacou a atuação direta das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus e reforçou o compromisso do Ministério com a saúde e o bem-estar dos brasileiros.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem