Sérgio Camargo criticou os últimos atos ligados ao movimento antirracismo

Sérgio Camargo criticou Black Lives Matter Foto: Reprodução

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, voltou a criticar as atitudes do movimento Black Lives Matter. Em seu Twitter, ele publicou o vídeo de uma manifestação nos Estados Unidos onde exemplares da Bíblia e da bandeira americana foram queimados em praça pública.

– Ativistas do Black Lives Matter queimam uma pilha de Bíblias. A luta contra o racismo nunca importou. O que importa é o ataque aos valores de nossa civilização. O BLM é movimento marxista, que usa pretos como massa de manobra.

Camargo também citou o caso do jogador de basquete Jonathan Isaac, do Orlando Magic, que recusou se ajoelhar em um ato de apoio ao BLM que aconteceu antes do início da disputa contra o Brooklyn Nets. Isaac é cristão e afirmou que “ajoelhar-se não tem ligação com apoiar vidas negras”.

– Jonathan Isaac, do Orlando Magic, não se ajoelhou em protesto durante o hino nacional nem usou a camisa do execrável Black Lives Matter. Cristão, o jogador deu uma lição de liberdade, coragem e lucidez à América e ao mundo. Um negro livre e corajoso!

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem