O presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a solenidade de posse dos ministros da Justiça e Segurança Pública; e da Advocacia-Geral da União no Palácio do Planalto (© Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Por Áquila Bacelar – Terça Livre

De acordo com um lavamento da Folha de São Paulo, a Rede Globo obteve um grande desfalque após perder a verba publicitária do Governo Federal, conferindo entre os governos de Michel Temer, em 2018, e o começo da gestão Bolsonaro, em 2019.

Já a Record TV e o SBT, neste mesmo cenário, tiveram aumento do investimento em publicidade oficial da Secom (Secretaria de comunicação da Presidência).

Segundo a reportagem, a Record TV saltou de 31% para 43%, enquanto o SBT cresceu de 30% para 41%.

A Globo, que por muitos anos arrecadava o maior valor, desceu de 39% para 16% do total de verbas federais encaminhadas para propaganda.

Em sua campanha eleitoral, Bolsonaro há havia dito que faria reduções financeiras destinadas à emissora dos Marinhos.

Interrogada pela Folha, a Secom falou que os cortes não levam em consideração apenas a audiência das emissoras para distribuir as verbas, mas em especial o perfil do público e o custo dos espaços publicitários.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem