Redes sociais bloquearam afirmação do presidente americano de que crianças são "quase imunes" ao novo coronavírus

Presidente Donald Trump Foto: EFE/Chris Kleponis

O Facebook informou na quarta-feira (5) ter retirado um vídeo da conta do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no qual ele diz em entrevista à rede de televisão “Fox News” que crianças são “quase imunes” ao novo coronavírus. A alegação da rede social é de que a gravação “inclui alegações falsas”.

– Este vídeo inclui alegações falsas de que um grupo de pessoas é imune à Covid-19, o que é uma violação de nossas políticas sobre informações prejudiciais em relação à Covid – disse Andy Stone, porta-voz do Facebook.

Trump havia feito a declaração durante uma fala sobre a reabertura das escolas no início do próximo ano letivo nos EUA (que ocorreria nas próximas semanas) e para que os alunos frequentem as aulas pessoalmente, algo que está sendo incentivado pela Casa Branca.

O mesmo motivo foi alegado pelo Twitter, rede mais utilizada por Trump, para bloquear temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição dele. Na mensagem publicada pela conta @TeamTrump, o chefe do Executivo reafirmou que as crianças são “quase imunes” à Covid-19. Em justificativa similar à do Facebook, o Twitter afirmou que a publicação “viola as regras contra a desinformação na rede social”.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem